header

PNEUS

O PNEU é uma das partes mais importantes de qualquer veículo. É o PNEU que suporta o peso do veículo e sua carga e, faz o contato do veículo com o solo. O PNEU transforma a força do motor em tração e é responsável pela eficiência da frenagem e da estabilidade nas curvas. Portanto, ao optar pela troca de PNEUS, é importante saber as condições climáticas, de solo ou peso que serão usados os PNEUS.

pneus

A estrutura básica de um pneu é constituída por banda de rodagem, carcaça, talão e costado.

Banda de Rodagem

Características

A banda de rodagem é a única parte do pneu que toca diretamente o solo, proporcionando tração, frenagem, baixa resistência ao rolamento, dirigibilidade, conforto e resistência ao desgaste.

Benefícios.

  • Aderência
  • Segurança
  • Economia do combustível
  • Conforto
  • Durabilidade

Carcaça

Características
A carcaça é a parte do pneu popularmente chamada de esqueleto composta de uma ou mais lonas.

As funções principais da carcaça são:

  • Transmitir as forças motrizes do veículo
  • Evitar a perda de pressão de ar

Benefícios

  • Segurança
  • Resistência
  • Conforto

Talão

Características
O talão é um feixe inelástico, mas flexível de arames isolados com borracha. O talão tem como funções principais: fixar o pneu no aro e evitar seu deslizamento longitudinal no aro

Benefícios:

  • Segurança

Costado

Características
O costado é a parte mais fina do pneu situado entre o talão e a banda de rodagem.

As principais funções do costado são:

  • Proteger a carcaça contra impactos e fricções laterais
  • Garantir a sustentação e maciez do pneu
  • Dissipar o calor originado pela flexão
  • Resistir às condições do tempo (atmosféricas) e a ecomposição química
  • Benefícios
  • Resistência
  • Proteção
  • Conforto

Dicas
Os hábitos de cada motorista ao volante têm grande influência no desgaste e na durabilidade dos pneus do seu carro. Veja algumas recomendações úteis para o bom desempenho dos pneus do seu carro.

EVITE dirigir em alta velocidade
PORQUE a alta velocidade propicia um flexionamento excessivo da carcaça, o que provocará o superaquecimento dos pneus, incrementando o desgaste da banda de rodagem.

EVITE fazer curvas em velocidade.
PORQUE esta situação força o arrasto dos pneus e origina um desgaste maior na área do ombro dos mesmos.

EVITE freadas ou arrancadas bruscas.
PORQUE esta prática favorece o aparecimento de um desgaste irregular e acelerado da banda de rodagem do pneu.

EVITE subir ou descer nas guias da calçada, em acostamentos ou outros desníveis com severidade.
PORQUE este hábito pode causar cortes e arrancamentos da banda de rodagem e quebras nos cordonéis da carcaça, resultando em separações e até estouros.

EVITE roçar os pneus no meio-fio.
PORQUE o atrito violento ou repetido entre o costado do pneu (que é a área de flexionamento e a mais delgada da estrutura do pneu) e o meio-fio pode provocar separações e arrancamentos nessa área.

rodape

Copyright 2010  |  Tecnicar Reparos  |  All Right Reserved  |  Política de Privacidade